3 desafios que os novos tatuadores enfrentam

0
117
visualizações

Omercado para os tatuadores nunca foi tão bom. O maior aumento do interesse pela arte somado às redes sociais fizeram com esses profissionais tivessem mais demanda do décadas atrás.

Basta andar pela rua para perceber que muitas pessoas têm ao menos um pequeno desenho fixo na pele. Segundo o instituto alemão Dalia, cerca de 35% da população mundial possui alguma tatuagem. Apesar dessas possibilidades, os tatuadores iniciantes enfrentam diversas dificuldades até se consolidar no mercado. Confira os principais desafios!

Porém, já existem alguns tipos de curso de tatuagem estruturado. Nesses casos, as aulas funcionam com diversos professores que, além de experiência no mercado, têm didática para ensinar. Há escolas em que os alunos podem até fazer as primeiras tatuagens com supervisão.

Formação Acadêmica
Diferentemente de outras profissões que necessitam de formação acadêmica, para ser tatuador não é preciso cursar uma universidade. Embora isso pareça uma vantagem, muitas vezes, o interessado aprende as técnicas com apenas um profissional, o que torna o aprendizado limitado.

Porém, já existem alguns tipos de curso de tatuagem estruturado. Nesses casos, as aulas funcionam com diversos professores que, além de experiência no mercado, têm didática para ensinar. Há escolas em que os alunos podem até fazer as primeiras tatuagens com supervisão.

Normas da Anvisa
As normas da Anvisa não são apenas mais uma regra chata a ser seguida. São elas que garantem a saúde das pessoas tatuadas e, consequentemente, parte da satisfação delas.
Caso o estúdio não siga essas normas, ele pode ser autuado e fechado. Por isso, antes de pensar no local em que irá instalar o negócio, o tatuador deve se informar sobre essas diretrizes. A Anvisa exige, por exemplo, que a sala de atendimento seja individual e que haja a devida esterilização dos materiais. Seguir esses procedimentos ajuda a evitar problemas com a fiscalização e os próprios clientes.

Fazer Nome
Nos dias de hoje, há tanta concorrência no meio das tatuagens que fica até difícil para quem quer ter uma tatuagem escolher um profissional. Quanto a isso, os iniciantes podem começar a fazer “o nome” no próprio curso em que aprendem as técnicas e com amigos.

Sempre que fizer um trabalho, vale a pena o tatuador fotografar e utilizar as redes sociais para se divulgar. Mesmo com pouca experiência, é possível conseguir os primeiros clientes e crescer nessa área.


Foto Cortesia: Army Academy

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui