Será que o chá emagrece mesmo?

0
202
visualizações

A Nutricionista Laís Gomes, da Aliança Instituto de Oncologia explica benefícios e cuidados com a bebida. 

O chá é uma das bebidas mais consumidas no mundo e um importante aliado para a saúde, principalmente para quem busca perder alguns quilinhos.

A nutricionista Laís Gomes, da Aliança Instituto de Oncologia explica que a bebida possui alto potencial diurético, termogênico, anti-inflamatório e antioxidante.

De acordo com a nutricionista, para cada organismo e necessidade existe um tipo de chá. Ela alerta que é apesar dos benefícios, os diuréticos podem desidratar e sobrecarregar o sistema renal. Além disso, os chás ergogênicos podem levar a taquicardia, por isso é importante ter orientação profissional e não seguir nenhuma dica sem acompanhamento médico.

Ainda conforme Laís, chás compostos por cafeína, como o mate e o preto, devem ser utilizados com moderação, “uma vez que a cafeína aumenta a secreção gástrica, ansiedade, taquicardia, entre outros efeitos adversos”, destaca.

“Os chás podem ser utilizados todos os dias, mas nunca para substituir a água.
A hidratação com água é primordial e deve ser realizada de forma adequada”, argumenta.

Confira dicas de chás com a nutricionista:

• Verde: é desintoxicante e ajuda a fortalecer o sistema imunológico, além de acelerar o metabolismo favorecendo a queima do tecido gorduroso.

• Preto: tem em sua composição a cafeína que, ao ser consumida de forma adequada, reduz a sensação de fadiga e sonolência, além de ter potencial termogênico.

• Gengibre: é uma erva que pode ser utilizada na forma de chá, ele é um potencial termogênico e anti-inflamatório, que também atua no sistema digestivo.

• Canela: é um ótimo aliado no controle da glicose, reduz a vontade de consumir alimentos doces e apresenta capacidade de acelerar o metabolismo.

• Mate: tem ação estimulante reduzindo a sensação de cansaço e é antioxidante.

“A função emagrecedora do chá é real, mas deve ser aliada a uma alimentação saudável, ou seja, equilibrada em quantidade e qualidade, além da realização de atividade física frequente”, finaliza.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui